domingo, julho 12, 2009

The wizard of Oz

Ando atrasada em escrever sobre os 100 filmes americanos da série de listas lançadas pelo American Film Institute para comemorar os 100 anos do cinema, a lista AFI's 100 Years... 100 Movies - 100 Anos... 100 Filmes apresentada em 1998.

"Já" assisti 10 primeiros mas ainda estou escrevendo sobre o número 6. O sexto filme da lista é nada mais nada menos que "O Mágico de Oz", um dos meus preferidos de todos os filmes de todos os tempos!



Número 006 : O mágico de Oz (The wizard of Oz - 1939)



Após ser capturada por um tornado, uma garota precisa encontrar o caminho de volta para casa em um mundo mágico, com bruxas e seres estranhos. Dirigido por Victor Fleming (...E o Vento Levou) e com Judy Garland no elenco.


seta3.gif (99 bytes) Ficha Técnica

Título Original: The Wizard of Oz
Gênero: Musical
Tempo de Duração: 101 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1939
Estúdio: Metro-Goldwyn-Mayer
Direção: Victor Fleming
Roteiro: Noel Langley, Florence Ryerson e Edgar allan Woolf, baseado em livro de L. Frank Baum
Produção: Mervyn LeRoy
Música: Harold Arlen
Fotografia: Harold Rosson
Direção de Arte: Cedric Gibbons
Figurino: Edwin B. Willis
Edição: Blanche Sewell


seta3.gif (99 bytes) Elenco
Judy Garland (Dorothy Gale)
Frank Morgan (Prof. Marvel / Mágico de Oz / Guarda de Oz / Porteiro da Cidade de Esmeraldas)
Ray Bolger (Hunk / Espantalho)
Bert Lahr (Zeke / Leão)
Jack Haley (Hickory / Homem de Lata)
Billie Burke (Glinda)
Margaret Hamilton (Srta. Gulch / Bruxa Má do Oeste)
Charley Grapewin (Tio Henry)
Pat Walshe (Nikko)
Clara Blandick (Tia Em)

seta3.gif (99 bytes) Sinopse
Em Kansas vive Dorothy Gale (Judy Garland), uma aluna de 11 anos que vive na fazenda dos seus tios Henry (Charley Grapewin) e Em (Clara Blandick). Após o cão de Dorothy, Totó, "atacar' a insuportável Srta. Gulch (Margaret Hamilton), que, irritada, vai até Henry e Em com uma ordem judicial que a autoriza pôr o Totó "para dormir". Apesar dos apelos de Dorothy, os tios dela se sentem obrigados em cumprir a lei, então Gulch pega Totó e o coloca em uma cesta na bicicleta dela. Porém o cachorro foge e corre de volta para a fazenda. Temendo que Gulch volte para pegar Totó, Dorothy foge. Na estrada conhece o professor Marvel (Frank Morgan), um adivinho falso que deixa Dorothy fascinada com seus "dons". Ele entende que Dorothy fugiu de casa, então sutilmente a persuade para voltar para casa.

Porém, quando Dorothy e Totó voltam, surge um tornado enorme, que se move pelas planícies na direção da fazenda. Os colonos Zeke (Bert Lahr), Hickory (Jack Haley) e Hunk (Ray Bolger) correm com Em e Henry para um abrigo, fechando as portas antes de verem Dorothy, que não teve tempo de se proteger com eles. Dorothy corre para dentro da casa, quando uma tela de janela arrancada pelo vento voa através do quarto e bate na sua cabeça. Logo ela descobre que a casa da fazenda foi arrancada do chão pelo ciclone e está sendo levada para o centro do tornado. Olhando pela janela, vê voando com a força do vento os animais de fazenda, um homem remando um barco e até mesmo uma mulher idosa, que calmamente tricota na cadeira de balanço. Dorothy também vê Gulch pedalando sua bicicleta, mas de repente se transforma em uma bruxa horrorosa montando uma vassoura e usando um chapéu pontudo. A casa começa a descer, girando até o solo e aterrissando com um estrondo. Apreensiva, ela abre a porta da casa e seus olhos se deslumbram com um lugar maravilhoso. Dorothy tem certeza que não está mais no Kansas, principalmente quando, através de uma bolha colorida, surge Glinda (Billie Burke), a Bruxa do Norte, perguntando se Dorothy era uma bruxa boa ou má. O motivo da pergunta é que os munchkins, os pequenos habitantes daquele lugar, disseram a Glinda que uma bruxa derrubara uma casa sobre a Bruxa Má do Leste, matando-a e os libertando-os de suas maldades. A Bruxa do Leste foi esmagada e agora só se pode ver suas pernas, que usava mágicos sapatos de rubi. Porém uma nuvem de fumaça vermelha anuncia a chegada da Bruxa Má do Oeste, que é igual à Srta. Gulch, e ameaça Dorothy tentando arrebatar os sapatos de rubi, que permanecem nos pés da sua irmã morta. Entretanto a Bruxa do Oeste não tem nenhum real poder na terra dos munchkins e, antes que possa pôr as mãos nos sapatos mágicos, eles surgem nos pés de Dorothy, graças a uma magia de Glinda. A bruxa jura vingança diante de uma terrificada Dorothy, antes de desaparecer em outra nuvem de fumaça vermelha. Dorothy conta para Glinda que ela quer ir para sua casa no Kansas. Glinda não pode ajudá-la, só o grande e Todo-Poderoso Mágico de Oz (Frank Morgan). Glinda diz que ele tem este poder e Dorothy busca a ajuda dele na Cidade de Esmeraldas, onde ele reside. Glinda aponta para ela a Estrada de Tijolos Amarelos e lhe diz para seguir este caminho para chegar na Cidade de Esmeraldas. Antes de partir Glinde diz para ela nunca tirar os sapatos. No caminho conhece um espantalho (Ray Bolger) que quer ter um cérebro e, como visitará um mago, pode ser que ele arrume um cérebro para o espantalho, assim resolvem viajar juntos. Mais adiante encontram um homem de lata (Jack Haley), que anseia por um coração, então os três passam a viajar juntos. Logo depois se deparam com um leão covarde (Bert Lahr), que quer ter coragem, então o quarteto fica mais do que determinado em achar o mágico de Oz.



seta3.gif (99 bytes) Premiações
- Ganhou 2 Oscars: Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção Original ("Over the Rainbow").
Foi ainda indicado em outras 4 categorias: Melhor Filme, Melhor Direção de Arte, Melhores Efeitos Especiais e Melhor Fotografia - Colorida.


seta3.gif (99 bytes) Curiosidades
- A MGM pagou a L. Frank Baum a quantia de US$ 75 mil pelos direitos de adaptação cinematográfica de seu livro, uma quantia recorde na época.

- O roteiro de O Mágico de Oz foi escrito tendo em mente o ator W.C. Fields para interpretar o mágico de Oz, porém o produtor Mervyn LeRoy procurou antes Ed Wynn, que recusou o papel. LeRoy ofereceu então um salário de US$ 75 mil a Fields, que recusou e pediu US$ 100 mil. Foi a vez então do produtor recusar a oferta.

- Frank Morgan chegou a fazer um teste com uma maquiagem que deixava o Mágico de Oz parecido com o do livro de L. Frank Baum, mas esta foi descartada. Ocorreram mais 5 testes até se chegar à caracterização final do personagem.

- Inicialmente seria a atriz Gale Sondergaard quem interpretaria a Bruxa Má do Oeste, fazendo uma personagem glamourosa e sedutora como a bruxa má de Branca de Neve e os 7 Anões (1937). Posteriormente os produtores decidiram que a Bruxa Má do Oeste, assim como a grande maioria das bruxas, teria que ser também feia. Foi quando a atriz desistiu da personagem, por não concordar em aparecer feia no filme.

- Ray Bolger inicialmente foi escalado para interpretar o Homem de Lata. Foi após muita insistência do ator que ele conseguiu mudar de papel e interpretar o Espantalho, personagem o qual seu ídolo de infância, Fred Stone, interpretara em 1902.

- Buddy Ebsen, que inicialmente interpretaria o Espantalho, iria interpretar o Homem de Lata após a mudança pedida por Ray Bolger. Porém, como o alumínio usado na confecção da roupa do personagem era tóxico e gerava uma alergia em Ebsen, este teve que desistir do papel.

- No lugar de Buddy Ebsen foi contratado Jack Haley, que usou uma roupa que diminuía a inalação do alumínio por parte de quem a estivesse usando. Ao ser contratado Haley não sabia do efeito que a roupa causara em Ebsen, acreditando que este tivesse sido demitido pelo estúdio.

- Os produtores chegaram a cogitar a possibilidade de usar um leão de verdade no filme, com sua voz sendo dublada por um ator contratado.

- A cada um dos munchkins que aparecem no filme foi pago US$ 50 por semana, enquanto que ao dono do cachorro Totó foi pago US$ 125 por semana.

- Várias das vozes dos munchkins foram dubladas por cantores profissionais, já que muitos de seus intérpretes não sabiam cantar ou até mesmo não falavam inglês corretamente.

- De todos os munchkins apenas dois deles têm a voz real de seus intérpretes ouvida em O Mágico de Oz: a dos que entregam a Dorothy um buquê de flores, logo após sua chegada a Oz.

- A maquiagem usada por Bert Lahr para compôr o Leão o impossibilitava de comer objetos sólidos, sob o risco dela ser desfeita. Isto fez com que o ator apenas se alimentasse de sopas e milk-shakes durante boa parte das filmagens.

- A atriz Margaret Hamilton, intérprete da Bruxa Má do Oeste, teve que ficar afastada dos sets de filmagens por mais de um mês, após ter se queimado seriamente ao rodar a cena do desaparecimento de sua personagem da terra dos munchkins.

- A estrada de tijolos amarelos inicialmente seria verde. A mudança de cor aconteceu após uma das paralisações nas filmagens, quando ficou definido que a cor amarela seria a melhor a ser usada em um filme feito com Technicolor.

- A Bruxa Má do Oeste de O Mágico de Oz tem dois olhos, enquanto que no livro tem apenas um.

- A torre de uma base militar em West Point serviu de cenário para a torre da Bruxa Má do Oeste.

- Os cavalos do palácio da Cidade de Esmeraldas foram pintados com cristais Jell-O. As cenas em que eles aparecem tiveram que ser rodadas rapidamente, para evitar que os cavalos lambessem sua pele e removessem a tintura.

- Uma outra versão de "Over the Rainbow" chegou a ser gravada por Judy Garland, quando sua personagem estava encarcerada no castelo da Bruxa Má do Oeste. Durante sua realização a atriz começou a chorar espontaneamente, devido à tristeza da cena. Esta sequência terminou ficando de fora da edição final de O Mágico de Oz.

- O orçamento de O Mágico de Oz foi de US$ 2,7 milhões, sendo que o filme arrecadou US$ 3 milhões em seu primeiro lançamento nos cinemas.

- A Warner Bros. foi a responsável pelo relançamento do filme nos cinemas norte-americanos, em 1998.
extraído de : http://www.adorocinema.com/filmes/magico-de-oz/magico-de-oz.asp



Meu comentário
Este filme, para mim, é um dos melhores de todos os tempos! Espetacular a filmagem e a estrutura montada para a época. Amo as cenas com os munchkins e com o leão. Para mim é espetacular.

Lembro que há alguns anos, peguei esse filme na locadora para minha sobrinha assistir. A Laís deveria ter uns 4 ou 5 anos e adorou! Em alguns anos vou assistir com ela novamente para ela aprender o que são clássicos e não aqueles filmes idiotas que se tem hoje para crianças.

8 comentários:

patiana disse...

esse eu tenho na minha coleção!!!! :D

Magda disse...

é a história de uma crise monetária e a política utilizada no século XIX nos EUA

Dorothy: Tradicionais valores americanos
Totó: Partido proibicionista, também conhecido como partido que prega a abstinência do álcool
Espantalho: Fazendeiros
Homem de Lata: Trabalhadores da indústria
Leão Covarde: William Jennings Bryan
Munchkins: Cidadãos do Leste
Bruxa Malvada do Leste: Grover Cleveland
Bruxa Malvada do Oeste: William McKinley
Mágico: Marcus Alonzo Hanna, presidente do Partido Republicano
Oz: Abreviatura de onça de ouro (medida de peso de ouro)
Estrada de Tijolos Amarelos: Padrão Ouro


Os sapatinhos da Dorothy deveriam ser prata, indicando a transformação do lastro monetário, mas colocaram vermelho pra dar um "chaume".

Eu li isso em um livro de economia acreditas? haeuhaeuhaue

Esse meu curso e suas estranhas interferências :)

Beijocas minha Frô

Leonardo disse...

É impressionante que em 1939 tenham feito um filme tão bom. Nesse ano Hitler subia ao poder na Alemanha. O mundo era muito diferente. Realmente impressionante a qualidade do filme. Quando eu era criança, mais de 40 anos após o lançamento do filme, ele ainda era extremamente popular na TV. Baita filme mesmo.

.Kel. disse...

Pat e Leo! Amo esse filme.. sempre gostei e acho que sempre será especial! Para a época que foi feito, realmente é espetacular!

Magdinha!!! Economia é cultura ;) Fiquei até curiosa para ler o livro do Mágico de Oz mesmo, com toda certeza deve ter mais referências a isso dentro da historinha! Beijoss

.Kel. disse...

Ah!!! E a Pat vai me fazer uma camisetsa com os sapatinhos da Dorothy e a frase clássica... "Não exite lugar como a nossa casa!" :)

hahahua

Mari disse...

Kel, eu tenho o livro! Adoro o filme e queria tê-lo em minha coleção, mas ainda não encontrei... o livro é em english e tá na lista de espera pra ser lido! There is no place like home! Beijos e vem logo fazer uma visitinha!

.Kel. disse...

Quem sabe um dia não me arrisco a ler o Mágico de Oz em inglês?? beijoss

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...