terça-feira, maio 20, 2008

Carta de aceitação

Andei conversando com algumas pessoas que estão (ou foram) indo estudar fora do Brasil e o maior problema delas foi a "bendita" carta de aceitação. Para mim isso foi a coisa mais fácil de todas: já chegaram as duas.
Queria só poder me preocupar com esses "pequenos" detalhes. Em nenhum blog, orkut, ou conversa com essas pessoas elas mostravam a mínima preocupação em como viver lá (seja onde for), ninguém falava em bolsa, em passagem, dificuldade de visto... Sempre esperam "a carta". Percebo a importância do paitrocínio, o qual não tenho nem para fazer um cerquinha no meu pátio.

Sem bolsa é inviável, e talvez mesmo com bolsa não role por eu não ter um chute inicial para passagem e subsistência até receber... é nessa hora que sinto mais falta dos meu velhinhos, pois com certeza o impossível aconteceria, nem que fosse para ficar com sorriso de orelha a orelha de felicidade pelo o que poderia acontecer.. mesmo que não acontecesse...

E a carta? Já tenho DUAS.. mas de que adianta....

5 comentários:

patiana disse...

nao pensa assim, deixa eu te dar a dica:
tenho uma amiga q foi agora a pouco tempo, sem o paitrocinio que falas e sem bolsa/sem emprego, nada
ela fez tudo via uma empresa de turismo, q ajudou ela.
passagem da pra parcelar - te informa com a tam e a varig, senao fala com a carmen Servi, ela tem uma agencia em rg q pode te quebrar este galho, diz q tu eh minha prima (heheh).
pra visto: tem q tentar ir pra paises q nao tenha tanta burocracia, que nem a irma do ney fez, via irlanda é bem menos complicado e mais facil de conseguir o tal visto (a nao ser q tua questao seja money, ai nao sei como e qto eh)
pra hospedagem: posso te passar uns amigos q moram em londres e paris, pra eles te abrigarem se for preciso. fora isso se fores pela irlanda, a galera la divide a casa com varios brasileiros e tem as dicas de como conseguir um job enqto tu nao receberes a bolsa. fora isso tem os albergues q segundo o q a galera diz eh muito barato mesmo.
eu sei q falando assim parece facil, mas nao pensa que é impossivel. só é menos simples do que as pessoas pintam ser, mas totalmente possivel, e ja te digo, eu te vejo morando fora do br, hein! escuta a minha profecia, huahuahuauaua.
bjao se precisar de alguma indicacao de com quem falar me avisa.

.Má. disse...

Oi, Kel! Vim dar apoio junto com a Pat... hehehe... A Aline foi com bolsa da Alban e divide casa com um monte de gente que ela encontrou só na universidade mesmo... tinha o aopoio moral inicial da Luciana que é orientadora dela. Tenta ver se conhece alguém que conhece alguém lá fora. A solução para a falta de dinheiro hoje em dia é bem como a Pati pincelou: contatos!!! Quanto mais melhor. Peça inclusive aos seus prováveis orietadores...e ainda mais, peça uma luz incllusive aos professores que vc já conhee na FUR, vc ficaria chocada como eles têm contatos por todo canto. Inclusive, quando foi pra umas meninas da Espanha virem para o Brasil, o Beto articulou porimeiro comigo...depois, elas se encontraram... hehehe Contatos!! Contatos!!! E mais contatos... e concordo que o pontapé inicial é o mais complicado... Já ouvi falar em alguns programas de bolsa pra estudantes inclusive pelos consulados... O esquema hoje é inofrmação...E, sim, é raro o pessoal liberar as fontes. E por isso acho que vc deve ir atrás de quem já conhece. E qualquer coisa veja se alguém não consegue financiamento pra vc... E assim vai... Não desista de seus sonhos e o que deve acontecer, acontecerá!!! Beijinhos!!!

Magda disse...

Lembrei daquele filme "Albergue Espanhol"

não desiste disso hein, eu te ajudo a vender rifa hehehe

Beijoca

.Kel. disse...

Gostei da idéia da Rifa!!!!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...